Apenas renovando profundamente a organização do Slow Food, apenas tornando-a mais aberta e inclusiva, e apenas experimentando novas formas de agregação, de envolvimento e participação, poderemos enfrentar, da melhor forma, os desafios que nos esperam no futuro, lutando contra aqueles – pouquíssimos – que detêm o poder e a riqueza e que decidem sobre o destino dos alimentos do mundo e da própria humanidade. Eles são gigantes, mas nós somos uma multidão!

Declaração de Chengdu, setembro de 2017

O Congresso Internacional de Chengdu (China, setembro de 2017) marcou, para o Slow Food, uma evolução rumo a um movimento global composto por centenas de milhares de pessoas, em mais de 160 países.

 

Os desafios ligados ao sistema alimentar são cada vez mais urgentes e complexos. É preciso identificar novas formas de agregação, mais simples, que permitam identificar todas as realidades que atuam segundo a filosofia do bom, limpo e justo.

As comunidades Slow Food podem ser uma resposta.

Trata-se de uma forma organizacional aberta, inclusiva, capilar, presente localmente, que compartilha objetivos internacionais comuns, como a luta contra o desperdício alimentar, contra as desigualdades, a preservação da biodiversidade, o agravamento da mudança climática, entre outros.

O que é uma comunidade Slow Food?

O termo comunidade não é novo na história do Slow Food e, de modo geral, não é novo na história da civilização. Entrou oficialmente no jargão do Slow Food em 2004, com a primeira edição do Terra Madre, tornando-se, hoje, um modelo organizacional.

A comunidade nasce com uma Declaração de Fundação. No documento os membros declaram:

  • a adesão ideal ao Slow Food e aos princípios da declaração de Chengdu
  • o compromisso e o objetivo que a comunidade estabelece para promover a visão comum na própria região, no próprio contexto
  • as atividades, as iniciativas, os projetos que a comunidade realizará para alcançar o objetivo
  • a contribuição que a comunidade dará para apoiar os projetos estratégicos da rede internacional (Fortalezas Slow Food e Arca do Gosto, Hortas, campanhas)

É aqui que começa a revolução do Slow Food, e é a partir de hoje que as primeiras comunidades nascerão no mundo inteiro!

Saiba mais, visite as seções aqui ao lado!

Clique aqui para propor a sua comunidade! >>

  • Did you learn something new from this page?
  • yesno