Toda a biodiversidade dos queijos

23 Jul 2019

Um dos espaços fixos de todas as edições do Cheese é a Casa da Biodiversidade que, como sempre, realiza-se no grande gazebo montado no pátio no fundo da Via Marconi, onde começa a Via dei Presìdi (Rua das Fortalezas).

Este ano, a Casa conta com diversos tipos de atividades, das palestras tradicionais aos aperitivos naturais – onde falar de queijos, mas também de fiambres e vinhos -, para lhe fazer companhia todos os dias, às cinco da tarde.

POLÍTICAS EUROPEIAS E PALESTRAS SOBRE LEITE E PASTORES

Toda a biodiversidade dos queijosNa quinta e sexta-feira, às 11h00, duas palestras sobre as políticas europeias, a primeira com foco nas DOP (produções de origem protegida) e IGP (indicação geográfica protegida) de queijos e fiambres; a segunda sobre a estreita relação entre agricultura e apicultura.

Obviamente, leite e queijo são os protagonistas absolutos da maioria dos eventos. Em Il buon latte inizia dall’erba (o bom leite começa com o pasto, quinta-feira às 15h00) mostramos como o leite de vacas que se alimentaram no pasto livre de montanha e em prados ricos em biodiversidade tem uma qualidade sensorial bioquímica muito elevada, fundamental para produzir queijos de leite cru de qualidade. No domingo, às 11h00, chamamos a atenção para o encontro sobre Formaggi pastorali della Sardegna (queijos dos pastores da Sardenha), que enfrentam, há alguns anos, uma crise muito grave. Numa área relativamente pequena, são criadas cerca de 3 milhões de ovelhas, cujo leite de alta qualidade, produzido graças aos pastos ricos em biodiversidade da ilha, é vendido principalmente para cooperativas leiteiras que o utilizam para a produção do Pecorino Romano DOP e Pecorino Sardo DOP.

VIAGENS AO MUNDO DOS QUEIJOS

Quatro encontros fora da Itália, para descobrir novas Fortalezas Slow Food, histórias de produtos tradicionais que merecem ser resgatados:

Toda a biodiversidade dos queijos

– No sábado, dia 21, às 15h00, os protagonistas serão o queijos naturais da França, com as novas Fortalezas camembert fermier de leite cru e o gwell de leite de vaca pie noir;

– No domingo, dia 22, às 11h00, a viagem nos leva a conhecer algumas variedades de queijos dos continentes africano e americano: os protagonistas são os queijos e as histórias de África do Sul, Canadá, Brasil e Equador;

– No domingo, dia 22, às 15h00, apresentaremos a nova Fortaleza eslovaca, o queijo bryndza dos Montes Tatra, numa viagem inteiramente europeia através de Rússia, Países Nórdicos e Ilhas Canárias;

– Finalmente, na segunda-feira, dia 23, às 15h00, aprenderemos mais sobre os queijos em saco, curados em pele de carneiro, representando a categoria de queijo mais antiga do mundo e que ainda hoje são produzidos numa vasta região geográfica que vai dos montes de Elburz, no Irão, até às ásperas colinas da Bósnia-Herzegovina, e que tem seu centro na Anatólia.

Um encontro com a biodiversidade! Esperamos por você no #Cheese19

Mude o mundo através da comida

Aprenda como você pode restaurar ecossistemas, comunidades e sua própria saúde com nosso kit de ferramentas RegeneAction.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome
Privacy Policy
Newsletter