O recém-inaugurado Mercado da Terra Slow Food recebe 3.000 visitantes

22 Nov 2016

dsc_1941

O vilarejo de Straupe, na Letônia, preserva seu patrimônio alimentar, unindo produtores, agricultores e artesãos, conseguindo atrair uma grande número de visitantes.

_dsc1425

Os Mercados da Terra são projetos da Fundação Slow Food para a Biodiversidade que seguem a filosofia Slow Food. Esses mercados comunitários são oportunidades de encontro importantes, caracterizados pela solidariedade, onde produtores locais oferecem produtos saudáveis, de qualidade e a preços justos diretamente aos consumidores, garantindo, ao mesmo tempo, métodos de produção ambientalmente sustentáveis.

Com o objetivo de preservar o patrimônio da cultura alimentar de sua comunidade e de defender a biodiversidade de sua região, em 2015, um grupo local de Straupe, na Letônia, criou o Convivium Slow Food. Um ano mais tarde, no dia 21 de agosto de 2016, Straupe teve o orgulho de realizar seu primeiro e muito bem sucedido Mercado da Terra, reconhecendo o papel crucial do mercado para tornar o alimento bom, limpo e justo acessível a todos.

O Mercado da Terra de Straupe teve um número recorde de visitantes já no primeiro dia. Setenta agricultores e mais de 3.000 visitantes participaram do evento, que teve cerimônia de abertura com a presença do Ministro da Agricultura. Foi reconhecida a importância do mercado para toda a região, como exemplo concreto do potencial dos mercados de produtores para melhorar as condições socioeconômicas da área rural e proteger a sua biodiversidade.

_dsc1372

O Mercado da Terra de Straupe é muito seletivo, oferecendo apenas produtos locais de alta qualidade, produzidos dentro de um raio de 50 km. Mel de flores do Parque Nacional de Gauja, frutas silvestres, cogumelos, frutas frescas e secas são apenas alguns exemplos das especialidades do mercado. O Parque Nacional de Gauja, com sua grande biodiversidade e paisagem fascinante, isolada das cidades, oferece muitos produtos ao mercado. Além dos produtos agrícolas frescos, é possível encontrar muitos produtos tradicionais da Letônia: pães e doces, queijos, tortas de carne e carnes curadas, peixe defumado, bebidas alcoólicas e muito mais. Uma parte do mercado é dedicada ao artesanato sustentável – objetos realizados com materiais naturais e com antigas técnicas tradicionais – que os artesãos expõem com grande orgulho.

“Cultivamos, fazemos, vendemos”, o lema dos participantes é enfatizado pelo comitê gestor de voluntários que selecionam cuidadosamente os produtores que respeitam os padrões de sazonalidade, sustentabilidade e qualidade do mercado. O Convivium Slow Food de Straupe desempenha um papel crucial no planejamento e desenvolvimento desse mercado, promovendo atividades educacionais para adultos e crianças, demonstrando boas práticas de produção de alimentos e métodos de embalagem apropriados para todos os visitantes.

_dsc1392

No primeiro e terceiro domingo do mês, o mercado anima a praça histórica da cidadezinha de Straupe, esquecida durante muito tempo, preservando as antigas tradições alimentares e práticas artesanais da Letônia. Graças ao entusiasmo e empenho do time do Slow Food, o mercado está crescendo a cada edição, tornando-se um exemplo para outros convivia.

dsc_1939

Os Mercados da Terra reúnem biodiversidade alimentar e sustentabilidade econômica em comunidades rurais que poderiam, de outra forma, estar em situação de risco. O Slow Food está trabalhando para defender todos os produtores que mantêm suas tradições e cuidam da biodiversidade de seu ambiente natural. Ajude-nos a apoiá-los. Mesmo uma pequena doação pode fazer a diferença na defesa do futuro da biodiversidade e na construção de um mundo melhor.

 

#lovetheearth #defendthefuture

fotos: Guntis Aboltins-Abolins, Liene Zilvere

Mude o mundo através da comida

Aprenda como você pode restaurar ecossistemas, comunidades e sua própria saúde com nosso kit de ferramentas RegeneAction.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome
Privacy Policy
Newsletter