QUAL É O PROBLEMA? QUAL É A SOLUÇÃO?

28 Jul 2020

O MUNDO MUDOU. UM VÍRUS MINÚSCULO FEZ O MUNDO PARAR E CAUSOU UMA MUDANÇA SÍSMICA EM NOSSA CONSCIÊNCIA COLETIVA QUE NENHUMA OUTRA CRISE DE TEMPOS RECENTES – OS INCÊNDIOS NA AMAZÔNIA, O DERRETIMENTO DAS CALOTAS POLARES, A PERDA DA BIODIVERSIDADE OU A DESIGUALDADE ECONÔMICA E SOCIAL DESENFREADA – FOI CAPAZ. PELA PRIMEIRA VEZ EM 30 ANOS, O ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO ESTÁ CAINDO.

A PANDEMIA TEVE UM IMPACTO IMENSO E SIMULTÂNEO EM TODOS OS ELEMENTOS QUE USAMOS PARA MEDIR O BEM-ESTAR HUMANO: SAÚDE, EDUCAÇÃO, RENDA

A EMERGÊNCIA SANITÁRIA E AS OUTRAS CRISES DE NOSSOS TEMPOS

Não se trata apenas de uma emergência sanitária. A Covid-19 representa uma oportunidade para abrirmos os olhos e encontrarmos soluções para todas as outras emergências que enfrentamos: a crise climática e ambiental; a crise econômica gerada por um modelo de desenvolvimento insustentável baseado no sonho impossível de um crescimento infinito, um modelo que fomenta a injustiça social e distribui as riquezas coletivas com ainda mais desigualdade; a exclusão social de grandes partes da população e a negação dos direitos fundamentais; o drama da migração em massa.Fromages de c

 width=

Queijo de leite de cabra cru do Planalto Norte, Cabo Verde. Fortaleza Slow Food.

O sistema alimentar foi afetado profundamente pela emergência sanitária global. O impacto na oferta e demanda de alimentos têm consequências graves para os quatro pilares da segurança alimentar: disponibilidade, acesso, utilização e estabilidade. A pandemia não é apenas uma crise sanitária, mas uma crise alimentar.

A situação que estamos vivendo é, em muitos aspectos, sem precedentes, enquanto em outros, simplesmente enfatiza o que já sabemos há muito tempo. A Covid-19 provocou uma emergência sanitária mas, ao mesmo tempo, evidenciou a gravidade da crise ambiental mais ampla que vivenciamos, dia após dia tornando o planeta mais frágil e acentuando nossas próprias fragilidades. Somente abordando a crise da forma correta, agindo imediatamente e com as ferramentas certas será possível mudar de rumo, avançar para um novo modelo de desenvolvimento e melhorar a relação entre os seres humanos e o resto da natureza.

A IMPORTÂNCIA DA BIODIVERSIDADE

Temos uma resposta: a biodiversidade. Como é possível alimentar o planeta garantindo alimentos bons, limpos e justos para todos? O que podemos fazer para reverter um modelo de desenvolvimento que cria desastres sociais e ambientais, destruindo o nosso capital natural? O Slow Food acredita que o único caminho para avançar é o da preservação da biodiversidade em todas as suas formas: das bactérias invisíveis às espécies maiores, bem como a diversidade de conhecimentos e culturas dos seres humanos. Esta missão é mais oportuna e urgente do que nunca.

 width=

Pimenta preta Rimbàs, Malásia. Fortaleza Slow Food.

Para cumprirmos essa missão, acreditamos que o Terra Madre é necessário. Esta será a maior e mais abrangente de todas as edições: em termos de número de países envolvidos, de participantes, de “ações para mudança”, que serão realizadas por centenas de milhares de ativistas no mundo inteiro.

Após esses seis meses de evento, estaremos profundamente transformados; estaremos mais conscientes das nossas potencialidades e teremos mais influência sobre o futuro dos alimentos. Estamos entrando numa nova dimensão do Slow Food e do evento, onde transformaremos a tragédia da pandemia no maior impulso de mudança de nossa história.

Mude o mundo através da comida

Aprenda como você pode restaurar ecossistemas, comunidades e sua própria saúde com nosso kit de ferramentas RegeneAction.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome
Privacy Policy
Newsletter