A oliveira traz, mais uma vez, solidariedade e paz

20 Mai 2016

collage_slow_olive2

Do ponto de vista histórico, a oliva talvez seja o alimento mais simbólico de todos. Desde tempos muito antigos, e em todas as culturas, o ramo da oliveira carrega um significado de paz e vitória. Eventos mitológicos e histórias miraculosas confirmam isso. Mas, pelo que vi durante o Slow Olive, a conexão da oliveira com a paz e a revolução não é coincidência.

O Slow Olive nasceu como evento totalmente novo, no conselho bienal do Slow Food, e a edição de 2016 realizou-se na ilha de Cunda, na Turquia, de 14 a 17 de abril. Durante os quatro dias do evento, uma comunidade internacional reuniu-se na bela ilha Cunda para falar da oliveira a partir de todos os pontos de vista e criar uma nova consciência. A ilha Cunda, a maior do arquipélago das Ilhas Ayvalik, no Mar Egeu, com sua paisagem fascinante de oliveiras, foi o cenário perfeito para o evento. Do alto, a visão das ilhas menores do arquipélago forma um grande espectro de tons de verde, revelando o seu solo fértil. A cultura alimentar local tem muita influência dos gregos, que vivem nessa área desde a troca de população entre a Grécia e Turquia em 1923. A cozinha é bastante simples e acolhedora, muitas vezes baseada nas ervas locais, fava, frutos do mar e azeite de oliva em quantidades generosas.

SlowOlive

Ao evento organizado pelo Slow Food Turquia, chegaram delegados da Itália, Marrocos, Tunísia, Espanha, Alemanha e Palestina, para participar ativamente dos debates. Ao longo de todo o evento, foi possível perceber como a oliveira foi um meio para discutir problemas globais, como a perda de biodiversidade, fraudes nos azeites de oliva e a terminologia confusa dos rótulos dos óleos. Para começar, um dos temas principais foi a necessidade de educar o consumidor para que possa reconhecer um produto de qualidade. Além de ter sido altamente informativo para os não-especialistas, observei um senso de empatia e camaradagem entre os participantes. Os comentários daqueles que falavam sobre um problema enfrentado seu país de origem, eram acolhidos com um sentimento de partilha, com o desejo de encontrar uma solução comum às falhas do sistema. O evento tornou-se mais dinâmico quando foram manifestadas preocupações mais profundas. No terceiro dia do evento, as discussões abordaram questões globais, como mudança climática, grilagem de terras, soberania alimentar na Palestina e o desastre na mina de Soma, na Turquia. Cada palestrante tratou com cuidado questões fundamentais, muitas vezes reprimidas nos países mencionados. O Slow Olive adotou essa abordagem intencionalmente e mostrou que a oliveira é um fio condutor para discutir assuntos fundamentais.

SlowOlive3

Tendo já participado de outros eventos do Slow Food, como Slow Fish e Slow Cheese, eu esperava um ambiente parecido, com expositores e estandes onde poderia conhecer produtores extraordinários, participando de degustações de produtos artesanais. No entanto, o Slow Olive destacou-se positivamente, trazendo questões de difícil resolução, com a ajuda de testemunhas diretas e ativistas sérios. Ficou claro que o evento não era apenas sobre o azeite de oliva, demonstrando que as questões alimentares devem ser vistas de uma forma mais holística, não apenas centradas no ” produto”. Foram descritos vários casos em que as oliveiras foram seriamente afetadas. Por exemplo, a oliveira era o símbolo da revolta contra o regime de ocupação de Israel, que destruiu milhares de oliveiras na Palestina. Sem esquecer do que aconteceu no distrito de Soma, na Turquia, onde seis mil árvores foram cortadas para a construção de uma central elétrica. As oliveiras são a fonte de um produto gastronomicamente significativo, mas também estão ligadas a grandes problemas econômicos, políticos e ambientais que exigem reflexão e ação.

participants_tasting_olives

Ao longo do evento, formaram-se amizades e foram desenvolvidos projetos com o objetivo de ajudar a resolver questões pertinentes, incluindo falhas sérias no sistema alimentar. Mas, mais importante, todos voltamos aos nossos países com um imenso sentimento de solidariedade e com renovado entusiasmo, Foi isso que definiu o sucesso do evento. Registros antigos mostram que a oliveira, de uma forma ou de outra, trouxe a paz e harmonia entre as pessoas. Porém, ficou claro durante o Slow Olive, que a metáfora do ramo de oliveira não se limita às civilizações do passado.

 

Por Buket Soyyilmaz

Buket was born and raised in Istanbul, Turkey. After high school, she moved to Pollenzo, Italy and completed a bachelor degree at the University of Gastronomic Sciences. Her passion for food has led her to work in restaurants abroad and to research and write about food cultures. She plans to keep writing and eventually open her own food business.

 

Photos: Slow Food Turkey and Buket Soyyilmaz

Mude o mundo através da comida

Aprenda como você pode restaurar ecossistemas, comunidades e sua própria saúde com nosso kit de ferramentas RegeneAction.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome
Privacy Policy
Newsletter