Ativistas do Slow Food Youth se Reuniram na Alemanha para Desafiar o Sistema Alimentar Europeu

10 Set 2019

De 29 de agosto a 2 de setembro, representantes da European Slow Food Youth Network (SFYN) se reuniram na Bavária, Alemanha, para planejar ações políticas conjuntas para a UE e formas concretas para um futuro mais sustentável e um sistema alimentar sustentável. Foi o maior encontro da European Youth Network até hoje

 width=

Em oficinas e discussões entusiasmadas, 60 jovens entre 16 e 35 anos abordaram desafios que o nosso sistema alimentar enfrenta hoje. Os ativistas da SFYN, comprometidos com o alimento bom, limpo e justo, como indivíduos ou profissionalmente, vieram de 16 países europeus: Albânia, Armênia, Áustria, Bélgica, Bulgária, França, Alemanha, Itália, Macedônia, Portugal, Romênia, Rússia, Eslováquia, Suécia, Suíça e Holanda.

“Lutar contra a mudança climática e o desperdício alimentar, evitar a perda de biodiversidade e tentar moldar o nosso sistema alimentar de forma positiva não é pouca coisa. Como SFYN, acreditamos que um movimento de base ativo pode provocar grandes mudanças. Um encontro como este é uma fonte de energia incrível, que nos lembra que somos muitos e que, juntos, estamos prontos para mudar o mundo,” diz Valentina Gritti, coordenadora global da SFYN.

O foco das discussões da SFYN foi sobre a melhor forma de promover um sistema alimentar sustentável na Europa; como respeitar o clima e conservar recursos na nossa vida diária; e como proteger as espécies.

Yael Pantzer, do escritório europeu do Slow Food foi uma das palestrantes do encontro. Ela falou sobre a importância das políticas europeias para a nossa vida cotidiana e explicou o papel do Slow Food nas discussões políticas em torno de alimento e agricultura na UE.

“Como as instituições da UE estão constantemente trabalhando com políticas relativas a agricultura, segurança alimentar, bem-estar animal e meio ambiente, é vital que os ativistas saibam que há formas de influenciar decisões políticas e expressar a nossa posição nos níveis mais altos. O escritório europeu em Bruxelas trabalha arduamente todos os dias para garantir que a voz do Slow Food seja ouvida pelos tomadores de decisão da UE. Pode ser por meio de cartas, reuniões, eventos ou ações de protesto.”

O encontro da SFYN na Alemanha foi uma grande oportunidade para envolver jovens ativistas na organização de ações políticas conjuntas – os Dias Europeus de Ação para o Good Food Good Farming. Em outubro, pelo segundo ano consecutivo, o Slow Food Europe unirá forças com outros grupos da sociedade civil da Europa para pedir que os formuladores de políticas construam um sistema alimentar e agrícola melhor. A SFYN também participará deste evento em toda a Europa.

Realizado na fazenda ecológica Herrmannsdorfer Landwerkstätten, durante o encontro foram organizadas oficinas práticas, como uma caminhada para identificar ervas selvagens; sessões culinárias para fazer massa, bolinhos, pretzels e manteiga; além de visitas a locais de produção de alimentos.

Indre Anskaityte, Slow Food Europe
Sharon Sheets, Slow Food Alemanha

 

 

Mude o mundo através da comida

Aprenda como você pode restaurar ecossistemas, comunidades e sua própria saúde com nosso kit de ferramentas RegeneAction.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome
Privacy Policy
Newsletter