A ECI “End the Cage Age” classificou os melhores e os piores Estados-Membros da União Europeia e a Grã-Bretanha pela utilização de criações em gaiolas

18 Ago 2020

A iniciativa europeia “End the Cage Age” colectou dados dos 27 Estados-Membros e da Grã-Bretanha e realizou uma classificação de acordo com o percentual de animais criados livres de gaiolas em cada país.

Apesar de alguns países europeus como Suécia, Luxemburgo, Áustria e Alemanha possuírem mais de 85% de animais criados livres, na realidade isto significa que ainda centenas de milhares de animais sofrem em confinamento e não há Estado-Membro 100% livre de gaiolas. Infelizmente, países como Itália, França, Espanha e Polónia, que são os principais criadores de animais da europa, estão no final do ranking com não mais de 25% de animais criados livres.  width=

Mais de 300 milhões de porcos, galinhas, coelhos, patos, gansos, codornas e bezerros ao redor da União Europeia são criados presos. A maioria das gaiolas é inóspita e tão estreita que impede que os animais se movimentem livremente.

Em 2018, o Slow Food uniu-se a uma coalisão de mais de 170 grupos europeus de proteção ambiental, animal e de defesa dos direitos dos consumidores para lançar a European Citizens Iniciative (ECI) “End the Cage Age”. Em setembro passado, com a ECI concluída, foram angariadas 1,5 milhões de assinaturas de cidadãs e cidadãos a pedir pelo fim do uso de gaiolas para a criação de animais no continente europeu. Esta foi a maior pressão política pelo bem-estar animal da história europeia.

Tamanha onda de apoio à campanha demonstra que o futuro livre de gaiolas é de extrema importância para os europeus de cada uma das partes do continente e portanto deve ser uma prioridade para as instituições europeias e os governos nacionais.

No próximo outono, as assinaturas da ECI “End the Cage Age” serão apresentadas à Comissão Europeia que terá três meses para providenciar uma resposta oficial. As organizações envolvidas esperam que a Comissão introduza uma lei para banir as gaiolas de galinhas, porcos, bezerros e outros animais de criação. Os organizadores apelam às cidadãs e aos cidadãos europeus e às organizações da sociedade civil para que continuem a pressionar os Ministros da Agricultura de seus respectivos países a declararem-se contra gaiolas e assim aumentar a possibilidade de uma proibição por parte da Comissão em nível europeu.

Na tabela da liga livre de gaiolas pode-se verificar a situação de cada país, veja aqui.

Contacte o seu Ministro da Agricultura nas redes socias, deixe-o saber sobre a situação do seu país e que os europeus querem a criação livre de gaiolas em todo o continente.

 

Mude o mundo através da comida

Aprenda como você pode restaurar ecossistemas, comunidades e sua própria saúde com nosso kit de ferramentas RegeneAction.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome
Privacy Policy
Newsletter