Se você fizer apenas uma coisa hoje – faça isto

Assine a Declaração de Ação sobre o Clima do Slow Food

e junte-se aos milhares de pessoas que participaram da Conferência de Ação sobre o Clima do Slow Food, destacando que precisamos de um mundo bom, limpo e justo para enfrentar a mudança climática. Em particular, queremos que os alimentos e a agricultura sejam levados em consideração e que tenham o lugar que merecem nas mesas da COP26.

Sua assinatura será enviada, juntamente com todas as assinaturas que conseguirmos recolher, para a Presidência da COP26 em Glasgow, em novembro próximo.

Há poucos dias, o Ártico registrou temperaturas acima de 30°C, o extremo norte do Canadá mais de 40°C, e as temperaturas mais quentes jamais registradas se verificaram no mesmo mês. A Alemanha foi atingida por um evento climático extremo, que causou inundações graves e devastadoras. É claro que a mudança climática não tem a ver apenas com eventos extraordinários, mas esses eventos são como presságios do que pode ainda acontecer.

A mudança climática afeta de modo violento os países do sul do mundo, as pessoas pobres, as mulheres e os povos indígenas. Ouvimos muitas dessas vozes durante a Conferência de Ação sobre o Clima e concordamos com suas preocupações.

Os alimentos e a agricultura são uma das maiores causas da mudança climática. Globalmente, os sistemas alimentares são responsáveis por 60% da perda de biodiversidade territorial; cerca de 24% das emissões de efeito estufa; um terço dos solos degradados e a plena exploração de pelo menos 90% das populações de peixes comerciais. Os pesquisadores preveem que mesmo interrompendo já as emissões de combustíveis fósseis, as emissões causadas pelos sistema alimentar mundial tornariam impossível atingir as atuais metas internacionais de mudança climática. Os cientistas afirmam que as emissões provenientes apenas da produção de alimentos, poderiam aumentar as temperaturas para mais de 1,5 graus Celsius, até meados deste século e para mais de 2 graus Celsius até o final do século.

A alimentação e a agricultura podem ser parte da solução mais que parte do problema. Precisamos de uma transição real da monocultura industrial e da pecuária intensiva para práticas agrícolas sustentáveis e agroecológicas. Os habitats devem ser restaurados e as áreas agrícolas devem se tornar uma possibilidade de recuperação da biodiversidade. Os agricultores devem contar com o apoio de governos e instituições nesta transição necessária, abandonando o uso de agrotóxicos e rumo à agroecologia, baseada na biodiversidade local.

Apoie-nos, Assine a Declaração de Ação Climática Slow Food. Queremos que os alimentos e a agricultura sejam abordados no documento final da conferência COP26.

Nossas vozes juntas não podem mais ser ignoradas. Por favor, assine hoje mesmo.

 

  • Did you learn something new from this page?
  • yesno