O Slow Food é atuante e veemente em relação a uma série de questões atuais que afetam o nosso sistema alimentar.

Aqui você pode conhecer o nosso ponto de vista sobre uma série de questões fundamentais:

Slow Cheese

O Slow Food está tomando uma posição de apoio aos direitos dos pequenos produtores de todo o mundo que produzem queijos tradicionais e de leite cru e laticínios em geral, especialmente em países onde a rigorosa legislação sanitária dos governos ameaça seu meio de vida.
www.slowfood.com/slowcheese

Slow Europe

O Slow Food pede políticas europeias mais holísticas em relação aos alimentos e à agricultura, que protejam alimentos tradicionais e pequenos produtores diante de um continente em rápida transformação. Estamos ativamente envolvidos em debates e campanhas sobre as questões que definirão o futuro dos alimentos na Europa.
www.slowfood.com/sloweurope

Slow Fish

O Slow Food acredita que pequenos pescadores são parte essencial dos frágeis ecossistemas aquáticos, que devem ser protegidos junto com a biodiversidade das espécies marinhas. Através da campanha Slow Fish, estamos trabalhando para promover a pesca artesanal e as espécies de peixes negligenciadas além de estimular a reflexão sobre o estado e a gestão dos recursos marinhos.
www.slowfood.com/slowfish

Bem-estar animal

O Slow Food acredita que os animais utilizados na alimentação devem ter uma vida sem dor ou medo, na qual possam expressar seu comportamento natural.

Abelhas

O Slow Food trabalha para a conscientização sobre o dramático declínio da população de abelhas e pede o fim do uso de pesticidas prejudiciais e a destruição associada com o seu declínio.

Agricultura familiar

O Slow Food acredita que a agricultura familiar pode desempenhar um papel fundamental na resolução dos graves problemas alimentares que afetam o nosso planeta.

Desperdício de alimentos

O Slow Food acredita que num mundo com milhões de subnutridos e recursos limitados, a redução do desperdício alimentar é um passo fundamental para que se alcance um sistema alimentar sustentável.

OGMs

O Slow Food é contra o cultivo comercial de transgênicos (OGMs) e promove alimentos e rações sem OGMs.

Povos indígenas

O Slow Food acredita que não faz sentido defender a biodiversidade sem que se defenda a diversidade cultural dos povos indígenas. O direito dos povos a ter controle sobre a terra, cultivar alimentos, caçar, pescar e coletar de acordo com suas necessidades e decisões é fundamental para proteger seus meios de vida e defender a biodiversidade de raças e variedade autóctones.

Grilagem de terras

O Slow Food se preocupa com o fenômeno da grilagem de terras. A compra de terras em grande escala, especialmente nos países mais pobres, está ameaçando o meio de vida de agricultores locais, tirando os direitos das pessoas e destruindo a soberania alimentar de comunidades em todo o mundo.

Carne

O Slow Food acredita que a forma de produção e consumo da carne no sistema atual é insustentável, com consequências prejudiciais ao meio ambiente, à saúde humana, ao bem-estar animal e aos pequenos agricultores. Nossa solução: comer menos carne e de melhor qualidade, pagar um preço justo e sempre verificar a sua origem.